Bem-vindo, Visitante
Nome do utilizador: Senha: Memorizar

TÓPICO: Mensagem inserida na impressão

Mensagem inserida na impressão 15 Jan. 2013 02:41 #3792

  • marcolopes
  • Avatar de marcolopes
  • Offline
  • Mensagens: 5291
  • Obrigado recebido 734
balarock escreveu:
penso que será a opção 2, contudo estava a referir-me a um recibo de uma factura normal será que muda alguma coisa?
e acerca da possibilidade de retirar essa informação com o editor, é possível?

1) Se me indicar um parecer "legal" (até mesmo do seu contabilista) que diga que essa informação impressa num recibo pode causar algum problema fiscal, p.f. agradeço que nos comunique, pois será analisada.

2) A edição da MENSAGEM inserida nos "relatórios" processados, não pode ser alterada a partir dos "templates" que lhe dão origem. É uma "string" gerada durante o processamento dos mesmos através do programa.

Cumprimentos
Marco Lopes
Gestor de projecto
Análise e Programação
Última Edição: 16 Jan. 2013 00:35 por marcolopes.
O adminstrador desactivou a escrita pública.

Mensagem inserida na impressão 14 Jan. 2013 09:50 #3776

  • balarock
  • Avatar de balarock
  • Offline
  • Mensagens: 9
  • Obrigado recebido 3
penso que será a opção 2, contudo estava a referir-me a um recibo de uma factura normal será que muda alguma coisa?

e acerca da possibilidade de retirar essa informação com o editor, é possível?

obrigado
O adminstrador desactivou a escrita pública.

Mensagem inserida na impressão 11 Jan. 2013 02:11 #3696

  • marcolopes
  • Avatar de marcolopes
  • Offline
  • Mensagens: 5291
  • Obrigado recebido 734
balarock escreveu:
A questão de estar referenciado que não ter valor contabilístico interfere com alguma questão fiscal? ou poderá ser removida pelo editor caso esta referencia não seja necessária?

Existem 2 cenários:
1) O documento ESTÁ sujeito a SAFT mas "NÃO SERVE DE FACTURA" (ex: Guias de remessa)
2) O documento NÃO está sujeito a SAFT e "NÃO TEM VALOR CONTABILíSTICO" (ex: Orçamentos, Encomendas, etc)

No caso do ponto 2, trata-se apenas de um "reforço" por forma a distinguir documentos de interesse "fiscal" e documentos de controle interno de conta corrente...

Cumprimentos
Marco Lopes
Gestor de projecto
Análise e Programação
O adminstrador desactivou a escrita pública.
The following user(s) said Thank You: balarock

Mensagem inserida na impressão 10 Jan. 2013 12:11 #3677

  • balarock
  • Avatar de balarock
  • Offline
  • Mensagens: 9
  • Obrigado recebido 3
Na emissão de um recibo por cima da descrição dos produtos aparece "processado por programa certificado n38/at - este documento não tem valor contabilístico"

A questão de estar referenciado que não ter valor contabilístico interfere com alguma questão fiscal? ou poderá ser removida pelo editor caso esta referencia não seja necessária?
O adminstrador desactivou a escrita pública.
The following user(s) said Thank You: Eva Freitas

Mensagem inserida na impressão 10 Jan. 2012 00:38 #1493

  • marcolopes
  • Avatar de marcolopes
  • Offline
  • Mensagens: 5291
  • Obrigado recebido 734
marcos.barbosa escreveu:
Boa tarde, se possível gostaria de colocar uma questão. Na minha empresa procedemos á instalação de uma base de dados de teste com a última versão do colibri, usando a licença free disponibilizada no website, contudo não notamos diferença alguma na emissão de facturas, as quais deveriam sair com o código único. Agradecíamos se alguém pudesse dar alguma indicação para podermos resolver o problema.

Desde já agradecido com o pedido de desculpas por estar a abrir um novo tópico com a questão, visto não ter encontrado a resposta nos demais.

Obrigado.

Caro Marcos,

No aviso de certificação (Separador AVISO no ecrã de login) esclarecemos:

O Projecto Colibri optou pela certificação do software junto da DGCI de acordo com a Portaria n.º 363/2010, de 23 de Junho, que regulamenta a certificação do software de gestão. O Projecto Colibri passou a ser CERTIFICADO a partir da sua VERSÃO 6, a 12 de Outubro de 2010, ao qual foi atribuído o CERTIFICADO Nº38.

1) As regras de certificação introduzidas são as seguintes:
a) Impossibilidade de REMOVER ou EDITAR registos de documentos que representem VENDAS FINAIS a clientes (ex: Facturas, Avisos de Lançamento), ou passíveis de serem transformados em vendas finais (ex: Guias, Encomendas);
b) Assinatura interna de todos os documentos referidos na alínea a), através de algoritmo de segurança com chave ÚNICA e confidencial, referenciando sempre o documento anterior (em caso de migração devem ser criadas NOVAS SERIES de numeração);
c) Apresentação automática de um código de controle de 4 dígitos na IMPRESSÃO dos documentos referidos na alínea a), bem como outras menções legais (devem ser adoptados novos formatos de TEMPLATES de documentos, ou ajustados os existentes).

Então vejamos:

Se instalou o Colibri de raiz, e criou uma NOVA BASE de DADOS, os templates incluídos já contemplam todas as alterações no que toca à certificação. Portanto, presumo que deve estar a usar uma BASE de DADOS pré-existente...

Cumprimentos
Marco Lopes
Gestor de projecto
Análise e Programação
O adminstrador desactivou a escrita pública.

Mensagem inserida na impressão 09 Jan. 2012 15:10 #1491

  • marcos.barbosa
  • Avatar de marcos.barbosa
  • Offline
  • Mensagens: 1
Boa tarde, se possível gostaria de colocar uma questão. Na minha empresa procedemos á instalação de uma base de dados de teste com a última versão do colibri, usando a licença free disponibilizada no website, contudo não notamos diferença alguma na emissão de facturas, as quais deveriam sair com o código único. Agradecíamos se alguém pudesse dar alguma indicação para podermos resolver o problema.

Desde já agradecido com o pedido de desculpas por estar a abrir um novo tópico com a questão, visto não ter encontrado a resposta nos demais.

Obrigado.
O adminstrador desactivou a escrita pública.
Moderadores: marcolopes
Desenvolvido por Kunena